quarta-feira, 10 de agosto de 2011

PATROLOGIA E PATRÍSTICA 02 - Os Pais da Igreja


PAIS DA IGREJA

                              
Os Santos Padres da Igreja

Chamamos de “Padres da Igreja” aqueles grandes homens da Igreja, aproximadamente do final do século I ao século VII, que foram, no Oriente e no Ocidente como que “Pais” da Igreja, no sentido de que foram eles que firmaram os conceitos da nossa fé, enfrentaram muitas heresias e, de certa forma foram responsáveis pelo que chamamos hoje de Tradição da Igreja; sem dúvida, são eles sua fonte mais rica. O estudo dos “Padres da Igreja” se divide em duas disciplinas: a “Patrística” e a “Patrologia”. A primeira se ocupa do pensamento teológico dos Padres e a segunda tem por objeto a vida e os escritos dos mesmos. Deste modo, enquanto a primeira possui um caráter doutrinal e, portanto, teológico, a segunda move-se mais no contexto da indagação histórica e da informação bibliográfica e literária. Deve-se ter em conta que tanto uma como outra distingue-se, por sua vez, da Literatura Cristã Antiga, que se ocupa apenas dos aspectos estilísticos e filológicos dos escritores cristãos da antiguidade.

Certa vez disse o Cardeal Henri de Lubac:

“Todas as vezes que, no Ocidente tem florescido alguma renovação, tanto na ordem do pensamento como na ordem da vida – ambas estão sempre ligadas uma à outra – tal renovação tem surgido sob o signo dos Padres.”

Apresentamos a seguir uma relação, provavelmente ainda incompleta, mas que será atualizada na medida em que avançarmos no estudo desses gigantes da fé e da Igreja, que souberam fixar para sempre o que Jesus nos deixou através dos Apóstolos.

1
S. Clemente de Roma (†102), Papa de Roma (88 - 97)
2
Santo Inácio de Antioquia (†110)
3
Aristides de Atenas (†130)
4
São Policarpo de Esmira (†156)
5
Hermas (Pastor de Hermas) (†160)
6
Aristides de Atenas (†160)
7
São Hipólito de Roma (160 - 235)
8
São Justino (†165)
9
Militão de Sardes (†177)
10
Atenágoras (†180)
11
São Teófilo de Antioquia (†181)
12
Orígenes de Alexandria (184 - 254)
13
Santo Ireneu (†202)
14
Tertuliano de Cartago (†220)
15
São Clemente de Alexandria (†215)
16
Metódio de Olimpo (sec.III)
17
São Cipriano de Cartago (210-258)
18
Novaciano (†257)
19
São Atanásio de Alexandria(295 -373)
20
São Efrém - (306 - 373), diácono, Mesopotânia
21
São Hilário de Poitiers - bispo (310 - 367)
22
São Cirilo de Jerusalém, bispo (315 - 386)
23
São Basílio Magno, bispo (330 - 369) - Cesaréia
24
São Gregório Nazianzeno - (330 - 379), bispo
25
São Ambrósio - (340 - 397), bispo, Treves - Itália
26
Eusébio de Cesaréia (340)
27
São Gregório de Nissa (340)
28
Prudêncio (384 - 405)
29
São Jerônimo ( 348 - 420), presbítero Strido, Itália
30
São João Cassiano (360 - 407)
31
São João Crisóstomo - (349 - 407), bispo
32
São Agostinho - (354 - 430), bispo
33
Santo Efrém (†373)
34
Santo Epifânio (†403)
35
São Cirilo de Alexandria - (370 - 442), bispo
36
São Pedro Crisólogo - (380 - 451), bispo, Itália
37
São Leão Magno (400 - 461), papa de Roma - Toscana, Itália
38
São Paulino de Nola (†431) - Sedúlio (sec V)
39
São Vicente de Lerins (†450)
40
São Pedro Crisólogo (†450)
41
São Bento de Núrcia (480 - 547)
42
São Venâncio Fortunato (530-600)
43
São Ildefonso de Toledo (617 - 667)
44
São Máximo Confessor (580-662)
45
São Gregório Magno (540 - 604), Papa de Roma
46
São Ildefonso de Sevilha (†636)
47
São Germano de Constantinopla - (610-733)
48
São João Damasceno (675 - 749), bispo, Damasco
Nos próximos posts, vamos estudar um pouco sobre eles e sobre aquilo que eles disseram e escreveram, a fim de que possamos melhor conhecer a Tradição da nossa Igreja.

Mas, antes disso, no post seguinte, traremos a DIDAQUÊ, (ou Doutrina dos Doze Apóstolos) que é como um antigo catecismo, redigido entre os anos 90 e 100, na Síria, na Palestina ou em Antioquia. Traz no título o nome dos doze Apóstolos  e como foi mencionada inúmeras vezes pelos Pais da Igreja, assume relevância o seu conhecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário